quarta-feira, 29 de abril de 2009

Lobo ou Cordeiro?

Vi um vídeo de um jornalista catarinense - Luiz Carlos Prates - onde ele expressa sua indignidade com a absurda festa das passagens aéreas, inclusive taxando os políticos de safados e a nós de cordeirinhos.
E ele está coberto de razão.

Até quando ficaremos de cabeça baixa, diante de tantas safadezas desses "coisas"?
Até quando aceitaremos tantas falcatruas?
Até quando faremos piadas dessa situação?
Até quando seremos coniventes?
Até quando seremos palhaços desse circo sem graça?

Sinto-me incapaz de reverter este quadro. O comportamento dos políticos, parece-me que com a complacência do terceiro poder e com a NOSSA omissão, vem me causando uma enorme tristeza.
Eles simplesmente fazem o que bem entendem, legislam em causa própria, são extremamente corporativistas, egoístas, mentirosos, desonestos e, acima de tudo, desprovidos de qualquer caráter cívico.
Política é a arte de bem administrar. Infelizmente, esqueceram-se de dizer a eles que é arte de bem administrar a coisa pública.
Político honesto é a exceção no Brasil, quando TEM QUE SER A REGRA!!!
Vejam o último escândalo, o festival de passagens aéreas. Sinceramente não encontro palavras para expressar minha indignação. É um absurdo tão grande, mas que se torna corriqueiro, e - como aconteceu com outros milhares de escândalos - mais dia, menos dia, ninguém tocará mais no assunto. E a esbórnia política continuará, a imprensa descobrirá outra orgia e a publicará, e todos nós ficaremos indignados, e... cairá novamente no esquecimento. E assim vem ocorrendo no Brasil desde o seu descobrimento.
Às vezes, penso que a mídia brasileira tem uma enorme parcela de culpa: levanta a lebre, faz um escarcéu, acusa, bláblábláblá, e também... ESQUECE!!! Seria injusto pensar que os acusados chegaram ao preço dela? Seria demais imaginar que deram um belo e polpudo $calaboca$? Quem sabe...

E nós, meu Deus? O que fazemos?
Mostramos indignação no bate-papo com amigos, esbravejamos, xingamos, dizemos que rasgaremos o título de eleitor, insultamos as coitadas das mães
, subimos na mesa, cerramos os punhos, falamos alto, damos murros e urros, até fazemos post em blogs, e... NADA, NADA, NADA, NADA!!! Nós nos esqueceremos também... E assim caminham os cordeirinhos.

Bons políticos existem? É óbvio que, dentro do saco de laranjas podres que é o Congresso Nacional, como de resto em todas as esferas políticas, encontramos algumas - poucas, é verdade - laranjas boas.
Percebemos que, infelizmente, quando falamos de política brasileira e queremos usar os velhos ditados, nós temos que fazer um a inversão de valores para dar sentido, reparem:
- Honestidade é regra, não exceção (político honesto é exceção, quando deveria ser a regra);
- Há sempre uma laranja podre num saco de laranjas boas (o Congresso Nacional, por exemplo, é um saco de laranjas podres, onde encontramos algumas boas).

Pois bem, e o que fazemos quando encontramos uma laranja podre num saco de laranjas boas? Simplesmente, eliminamos a podre. E por que não eliminamos logo o saco de políticos podres? É impossível?
Sabemos que não.
O que não sabemos, ou pior ainda - fazemos de conta que não sabemos - é que somos cordeirinhos.

Uma piadinha para descontrair um pouco:

"Numa reunião com o Presidente da Suíça, Lula apresenta seus ministros:
- Este é o Ministro da Saúde, este é o da Educação, este o da Cultura, este é o da Justiça.
E assim foi apresentando todos os ministros brasileiros.
Chegou a vez do Presidente da Suíça:
- Este é o Ministro da Fazenda, este o da Educaçao, etc, etc e este último é o Ministro da Marinha.
Lula começou a rir e perguntou:
- Desculpe, senhor Presidente, mas por que o senhor tem um Ministro da Marinha se na Suíça não tem mar?
E o Presidente da Suíça respondeu:
- Quando V.Exa. apresentou-me os seus ministros da Justiça, da Educação e da Saúde, eu não ri..."

Riu? A piada tem sentido? Aplica-se no Brasil? Ria, que faz bem à saúde, mas refeita um pouco:
- Assumimos nossa cordeirice de vez e calamos a boca, ou tomamos uma atitude de lobo e vamos à caça?
Eu quero ser lobo e você?



P.S. - Se você leu e é um lobo, então vamos juntos imaginar algo de concreto que podemos fazer, enviando-me sua sugestão.





6 comentários:

Talma disse...

Oi Bi. Não sou lobo, mas estou longe de ser cordeiro.
Minha opinião hoje, é extremamente radical: roubou do povão cordeirão? Tresoitão! Sem dó.
Porque daí não se precisa contar com a memória do povo. Morto não se elege nem reelege.
Agora, cá entre nós: coincidência esse câncer da Dilma, justo agora que quase todos os presidentes (com exceção do Hugo Chavez, que está vitalício) conseguiram uma reeleição. O pobre Lula vai terminar tendo que encabeçar a chapa, coitado, depois de se dar conta que a pobre Dilma não teria saúde para enfrentar o pleito. Por enquanto ela é uma boa ( e cômoda)laranja.
É a nossa política.
Enquanto não tivermos um povo politizado, a merda vai rolar.
Por isso eu adoro os argentinos. Falem o que falarem deles: mas é um povo visceral, não suporta ser tratado com desdém e ser tomado como burro. Eles saem às ruas e botam a boca no trombone. E nem vamos falar daquela papagaiada que foi o "movimento cara pintada" que jura que depô o Collor. O Collor foi deposto porque a seção foi aberta. Simples assim.
Bueno, falei demais.
Inté!!!

Santinha disse...

Bi
Adorei o que você escreveu, e, sobretudo como escreveu. Resumiu quase 500 anos em uma página, apenas uma página.
Porém hoje, até mesmo falar sobre vergonha ou falta dela, parece assunto do outro mundo. Já reparam que sentir vergonha caiu em desuso, como as ombreiras? A nova geração não deve nem saber do que se trata.
Muitos políticos (pra citar uma classe trabalhadora aleatória) não possuem vergonha. Possuem contas no exterior, assessores de marketing e dezenas de relógios, mas vergonha, nenhuma.
Quando se trata de fazer alianças, a política, de um modo geral, revela-se um bordel, e perdão se estou ofendendo os profissionais do ramo. É bem verdade que restam dois ou três que possuem a decência de dizer: prefiro não me eleger a jogar no lixo meus princípios.
Prova disso... Bom há essas alturas acho que não preciso nem mencionar, o Jornal Nacional (jornal do povão) já faz isso todos os dias.
Mas, para se posicionar dessa forma, seria preciso ser do tempo da tubaina vendida nas vendas que hoje se chamam mercearias, do tempo dos Novos Baianos e do tempo em que existia vergonha, coisa que quase ninguém mais tem e muito menos lembra o que é.
Minha sugestão para tentar modificar um pouco essa falta de vergonha, isso apenas para (re) começar, seri propor tornar o VOTO FACULTATIVO! Que tal?
Que aparecessem as urnas apenas os que realmente quiserem fazer a diferença, os que tentam e conseguem se interar melhor, se informar (informação ainda é artigo de luxo em nosso país), dessa forma quem sabe poucos conseguiriam muito.
Porque como você mesmo disse, ainda tem gente boa, mas eles precisariam de apoios concretos e honestos para mudar a engrenagem.
Sei lá acho que é mais ou menos por ai.
Concordo com a Talma, os argentinos nossos vizinhos de porta, dão de lavada quando se trata de correr atrás de seus direitos.
Viva nosso hermanos!
bração

Lenita disse...

Oi, Bi, faz tempo que não passo por aqui e adorei o que você postou.
Ainda ontem estávamos, filho e eu, discutindo porque é que os jovens de agora são, em última palavra, cordeiros.
Os mais velhos, mais tarimbados, meio que se cansaram, e acomodaram-se à espera de que vozes mais jovens e firmes se façam ouvir.
E essas vozes não são suficientemente altas para promover qualquer mudança!
Jovens filhos da Ditadura que os emudeceu e os fez cordeiros que acatam pacificamente esse status quo...
Bjs

Santinha disse...

Caro Companheiro como hj é dia primeiro de maio, dia do trabalhador, passei por aqui para reforçar minha causa - Voto facultativo já!
Brasil mostra a tua cara!

Tornieri disse...

Olá Achiles!
Que bom que você apoia o blog da sua esposa, aliás qual é o blog dela???
Meu marido só comenta:"LÁ VAI ELA PARA O BLOG"!!! Eu sempre tenho que ouvir isso!
Até minhas filhas (17 e 14 anos)pegam no meu pé!
Mas deixe estar... um dia eles vão ver oque estão perdendo.
Aparece lá no http://www.tornieri.blogspot.com/
Bjs

Lets disse...

Que máximo! Adorei a idéia do seu blog e já estou te seguindo! Adorei também suas colocações neste post. Parabéns! Abraços, Lets