quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Falando Sério!

Tempos atrás, se a memória não estiver me traindo, Jô Soares em seu programa leu um email de um telespectador, que trazia uma solução simples, rápida e justa para erradicar o problema da saúde e educação públicas do nosso querido Brasil.
A solução era mais ou menos assim:
- todo indivíduo, no exercício de cargo público eletivo federal ou estadual ou municipal fica expressamente obrigado a utilizar os serviços públicos de saúde e educação. Também ficam incluídos nessa Lei os dependentes econômicos do exercente de cargo público eletivo!

Exemplificando, um Governador de Estado que tenha filhos em idade escolar será obrigado a matriculá-los em escola pública. Plano de saúde particular? Nada. Ficou doente - vá para a fila do INSS. O Governador ficou doentinho? Vá se tratar no hospital público.
E assim sucessivamente, não importando se ele seja vereador, prefeito, deputado, senador, ou mesmo Presidente da República - SAÚDE E EDUCAÇÃO PÚBLICAS NELES!!!

Não me resta a menor dúvida de que, num piscar de olhos, teríamos escolas e hospitais públicos de primeiro mundo.
O que vocês acham? Não é mesmo uma solução fantástica?

7 comentários:

Mariana disse...

Seria sim uma boa solução, mas com certeza eles arrumariam uma maneira de serem privilegiados no atendimento dos hospitais e nas escolas tbem.
Até mais...

Margaret disse...

seria....como seria...
pena que fica sõ no seria....

jackie baldessin disse...

Fantastico mesmo......que pena que é quase uma utopia!

Viviane disse...

Essa solução seria realmente fantástica e perfeita. O problema dela, são eles mesmos que votam os projetos. Esse jamais passaria!

fátima disse...

boa idéia! mas sem fila e classe especial, por favor!

Lenita disse...

Beleza, Bi. Na veia.
Se for para gestar posts tão verdadeiros (e oportunos) como este, então tá: pode ficar um tempão sem postar, só pensando. Bjs

Talma disse...

Bah, tu já imaginastes o Lula fazendo aplicação de botox na dona Marisa Letícia ( preciso usar os dois nomes) na rede pública?? eheheh..ficria pior do que já é...rssss.
Mas a idéia é fantástica.